finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercados operaram otimistas

Depois do feriado municipal em São Paulo ontem, os mercados voltaram a operar otimistas, prevendo mais quedas nos juros, embalados pelas avaliações da ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) e das declarações do presidente do FED - banco central norte-americano -, Alan Greenspan no Senado dos Estados Unidos.A ata do Copom reafirmou a tendência de queda dos juros no Brasil em função do bom cenário interno, incluindo a possibilidade de queda nos preços internos dos combustíveis, uma excelente notícia para a inflação. A expectativa dos analistas é que a Selic, taxa básica referencial de juros da economia, feche o ano em no máximo 14% ao ano. Atualmente, ela está fixada em 15,25%. A previsão de queda da Selic foi reforçada pelo discurso de Greenspan, que, se não deu sinais claros de que os juros vão cair, também não foi capaz de alterar as expectativas dos investidores. Espera-se uma queda entre 0,25 e 0,50 ponto porcentual na próxima reunião mensal do FED, na próxima terça-feira. Uma queda nos juros norte-americanos, segundo analistas, reforça quase automaticamente a possibilidade de juros no Brasil.A Bolsa tem, ao menos parcialmente, refletido o noticiário a respeito do leilão de licitação da banda C de telefonia celular. Hoje, até o ministro das Comunicações, Pimenta da Veiga, admitiu o adiamento do leilão, marcado para terça-feira.Hoje, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 15,490% ao ano, frente a 15,610% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 0,66%. O dólar fechou estável em R$ 1,9750. O Dow Jones - Índice que mede as ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,65%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - em alta de 0,98%.

Agencia Estado,

26 de janeiro de 2001 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.