seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Mercados oscilam forte com cenário político e NY

Incertezas em relação ao encaminhamento da sucessão presidencial têm provocado dias de fortes oscilações nos mercados. Especialmente hoje, este comportamento nos negócios acentuou-se. Para se ter uma idéia, o dólar comercial variou entre a máxima de R$ 2,5510 e a mínima de 2,4960. No fechamento dos negócios, a moeda norte-americana foi vendida a R$ 2,5090, em baixa de 0,48% em relação aos últimos negócios de ontem.Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), a oscilação também esteve presente, mas com intensidade menor. Os negócios começaram o dia com pequena queda mas, com alta das bolsas em Nova York, reverteram a tendência e fecharam a terça-feira em alta de 1,68%. O volume de negócios ficou um pouco acima de R$ 615 milhões. Com o resultado de hoje, a queda da Bolsa no acumulado do mês ficou um pouco menor - baixa de 6,73%.Entre as ações que compõem o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa - as maiores altas foram das preferenciais (PN, sem direito a voto) da Globo Cabo (6,90%), Eletropaulo PN (5,85%) e as ordinárias (ON, com direito a voto) da Embraer (5,79%). Já as maiores quedas ficaram com as ordinárias e as preferenciais da Embratel Participações. Baixas de 7,81% e 6,54%, respectivamente.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros, apresentavam taxa de 19,230% ao ano, frente a 19,150% ao ano negociados ontem. Já os papéis com vencimento em junho deste ano, pagavam juros de 18,340% ao ano, frente a 18,360% ao ano ontem.Já os principais títulos da dívida brasileira, os C-Bonds, estavam cotados a 74,500 centavos por dólar, às 17h30. Ontem, a cotação de fechamento foi de 73,688 centavo por dólar. Veja nos links abaixo mais informações sobre o dia nos mercados. Mercados internacionaisAs bolsas em Nova York operaram em alta durante todo o dia. Números apontando um reaquecimento da economia norte-americana e resultados favoráveis de empresas animaram os investidores. O Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou com alta de 1,86%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - encerrou o dia em alta de 4,02%. Na Argentina, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires encerrou o dia em queda de 0,40%. No mercado de câmbio, segundo apuração da correspondente Marina Guimarães, o dólar fechou em alta de 1,6% , passando de 3,19 pesos para 3,24 pesos, após três dias sem qualquer mudança na cotação oficial. Nas casas de câmbio que operam com divisas próprias, o dólar fechou em 3,38 pesos, uma alta de 0,9%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.