Mercados: perspectivas de poucas oscilações

Os negócios no mercado financeiro tendem a um cenário mais estável hoje. Assim como ontem, a moeda norte-americana não deve apresentar pressão de alta. Isso porque o Banco Central (BC), que havia anunciado há alguns dias que compraria US$ 3 bilhões para pagamento de dívidas, alterou esse valor para US$ 1,2 bilhões. Com isso, investidores e tesourarias de bancos que estavam com um volume de moeda norte-americana reservado para colocar no mercado nesse período podem reverter a posição e começar a vender dólares a partir de agora. Como o anúncio do BC foi no início da manhã, durante todo o dia os investidores já demonstraram essa tendência e a expectativa é de que isso se repita hoje. Há pouco, o dólar estava cotado a R$ 1,9920 na ponta de venda - leve alta de 0,05% em relação aos últimos negócios de ontem.Os juros também voltaram a recuar. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - começam o dia pagando juros de 15,800% ao ano, estáveis em relação ao fechamento de ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em queda de 0,15%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.