Mercados preocupados com o cenário internacional

O agravamento da situação econômica da Venezuela, onde se esperam medidas econômicas duras a qualquer momento, e da Colômbia, que está à beira de uma guerra civil aberta, somaram-se às preocupações com a crise argentina, ainda longe do fim. Começa a ficar difícil para o Brasil provar aos investidores que está imune às crises que abalam o continente.Além disso, o presidente do Fed - Banco Central norte-americano -, Alan Greenspan, declarou na sexta-feira passada que a recuperação da economia dos Estados Unidos ainda é incerta, o que colaborou para derrubar as bolsas no mundo inteiro hoje.O contágio das crises dos países vizinhos não começou, mas o desenrolar dos fatos pode aumentar o pessimismo dos investidores, principalmente em função da sucessão presidencial no Brasil. Se os candidatos menos afinados com a atual política econômica começarem a despontar nas pesquisas de opinião, a saída de recursos do País pode ser mais acentuada. Por enquanto, os dados econômicos continuam positivos. Hoje foi divulgado o resultado da balança comercial da segunda semana de janeiro, apresentando saldo positivo de US$ 250 milhões. E a pesquisa mensal do Banco Central junto às instituições financeiras quanto às previsões para o ano mostrou ligeiro otimismo em relação à pesquisa anterior, embora a maioria dos dados tenha ficado estável.Fechamento dos mercadosA Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em queda de 3,43%.O dólar comercial para venda fechou em R$ 2,3960, com queda de 0,25%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia estáveis, pagando juros de 19,385% ao ano. A Bolsa de Valores de Buenos Aires continua fechada. O Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em queda de 0,96%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em queda de 1,57%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.