Mercados recuam após dados da China mas ações japonesas sobem

As ações asiáticas foram pressionadas nesta quinta-feira uma vez que a decepção com o Índice de Gerentes de Compras (PMI na sigla em inglês) da atividade industrial da China ofuscou notícias melhores sobre o Japão.

WAYNE COLE, REUTERS

21 de agosto de 2014 | 07h58

O PMI preliminar de indústria do HSBC/Markit da China caiu para 50,3 em agosto ante máxima de 18 meses de 51,7 em julho, ficando bem abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de 51,5.

Às 7h48 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão caía 0,6 por cento, com os índices na Coreia do Sul e em Taiwan no vermelho.

No entanto, as ações japonesas conseguiram ir contra a tendência sustentadas pelo PMI que mostrou que a atividade industrial acelerou em agosto conforme as exportações e a demanda doméstica aumentaram.

O PMI preliminar do Markit/JMMA para o Japão saltou para 52,4 em números ajustados sazonalmente, ante 50,5 em julho, alcançando a maior leitura desde março logo antes de um aumento em impostos causar uma queda na demanda.

O índice japonês Nikkei subiu 0,85 por cento.

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAASIAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.