Mercados retomam estabilidade otimista

Os mercados tiveram mais um dia de poucas oscilações e otimismo, refletindo a nova percepção do cenário econômico que predomina há algumas semanas. Os volumes de negócios foram contidos pelo feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, o que pode se repetir amanhã. O Comitê de Política Monetária (Copom) confirmou as expectativas do mercado, mantendo a Selic - a taxa básica referencial de juros da economia - em 19% ao ano. Os mercados não reagiram à manutenção do juro, mas continuam esperando um corte na Selic nas próximas reuniões mensais. A avaliação é que a forte pressão exercida pela alta do dólar nas taxas de inflação está se esgotando e será possível promover um barateamento do crédito sem que o crescimento do consumo force uma elevação dos preços, ameaçando assim o cumprimento das metas do governo.Além disso, o governo anunciou o abrandamento do racionamento de energia, com reajuste de tarifas para compensar as perdas das empresas distribuidoras. A medida já vinha sendo antecipada e vem sido comemorada. O mercado temia efeitos catastróficos da crise energética, que não estão se confirmando. No geral, as contas externas estão equilibradas e haverá um crescimento modesto em 2001 e 2002, o que seria ruim se não fosse a forte desaceleração da economia mundial e as diversas crises vividas neste ano. A argentina, em especial, continua preocupando, e o país está cada vez mais próximo de uma ruptura traumática do modelo econômico. E, embora o surgimento da candidatura mais conservadora de Roseane Sarney tenha agradado aos investidores, a sucessão presidencial pode ainda trazer nervosismo. Por enquanto, os mercados mantêm a estabilidade e o otimismo moderado.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,5340, com queda de 0,39%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 20,250% ao ano, frente a 20,110% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,77%. O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 1,93%. Os mercados norte-americanos não operaram por causa do feriado de Dia de Ação de Graças.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

22 de novembro de 2001 | 18h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.