Mercados têm dia otimista e dólar cai

Hoje foi um dia de recuperação nos mercados no mundo inteiro, puxados por compras nas bolsas de Nova York. O Banco Central do Brasil, frente à espetacular alta do dólar na semana passada, especialmente na sexta-feira, voltou a fazer dois leilões de títulos cambiais, e as cotações caíram. No fechamento, o comercial para venda ficou em R$ 2,72.Os preços internacionais do petróleo também caíram significativamente, em função da expectativa de queda no consumo que a recessão mundial provavelmente causará. Em Londres, os contratos de petróleo cru do tipo Brent com vencimento em novembro foram negociados US$ 22,02 por barril, uma queda de 3,42% em relação ao fechamento de ontem. Essa baixa deu mais combustível para o otimismo nos mercados, inclusive no Brasil. Mas a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) já considera um corte na produção para controlar os preços.Apesar da recuperação de hoje, o presidente da República reúne-se hoje com a equipe econômica para discutir medidas de proteção das contas externas. O Brasil precisa captar cerca de US$ 50 bilhões por ano e os investimentos diretos estrangeiros já apresentavam forte queda. Por outro lado, as exportações vêm crescendo muito lentamente e a mudança na conjuntura internacional prejudica muito a entrada de capitais especulativos. Instituições financeiras internacionais estão restringindo investimentos em todos os países emergentes, ressaltando as dificuldades nas contas externas de países como Turquia, Argentina e Brasil. A falta de dólares pressiona as cotações da moeda, o que pode se tornar um importante fator de instabilidade econômica no ano que vem.Fechamento dos mercadosO dólar comercial para venda fechou em R$ 2,7200, com queda de 4,06%. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - fecharam o dia pagando juros de 25,200% ao ano, frente a 24,550% ao ano ontem. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,09%.O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires fechou em alta de 3,24%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - fechou em alta de 4,47%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - fechou em alta de 5,35%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2001 | 17h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.