Mercados têm reação moderada à crise política

O desempenho positivo do mercado internacional, com alta das bolsas em Nova York e queda dos juros dos títulos americanos, ajudou a amenizar a tensão dos investidores com a crise política. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que chegou a cair na mínima para menos de 25 mil pontos, entrou no período da tarde com queda mais moderada, inferior a 1%. Às 14h30, a Bolsa operava em baixa de 0,56%. O dólar comercial era vendido a R$ 2,4580, em alta de 0,33% em relação aos últimos negócios de ontem. Contudo, o medo do aparecimento de novas denúncias envolvendo o alto escalão do governo e de que a crise política possa influenciar negativamente o humor dos investidores estrangeiros continua presente no mercado financeiro.Os investidores domésticos, os mais sensíveis ao noticiário político, aguardam o desenrolar dos fatos em Brasília, para saber que curso essa crise vai seguir. Desde ontem, o governo tenta "isolar" o presidente Lula das denúncias, uma estratégia vista com bons olhos pelo mercado. Analistas afirmam que o momento é de isolar o ministro Palocci também. Entre o final da manhã e o início da tarde, as bancada do PT na Câmara e no Senado anunciaram, respectivamente, o seu apoio à CPI dos Correios. Os senadores do PT também vão pedir a abertura de uma nova CPI para apurar as denúncias do deputado Roberto Jefferson. Ainda no início da tarde, a comentarista política da Globo News, Cristiana Lobo, informou que o deputado Roberto Jefferson disse que só vai se manifestar agora na CPI. Segundo a jornalista, o deputado está descansando no interior de Goiás, pois se sente "linchado" pela imprensa, e não tem novas revelações a fazer. A grande preocupação do mercado é de que essa crise política contamine a economia e paralise o andamento das votações do Congresso.Leia mais  Tasso diz que a única saída para Lula é a reforma ministerial   PTB vai sugerir que Jefferson se licencie da presidência   Crise política não anula totalmente queda do Risco Brasil   Presidente de comissão defende criação da CPI do Mensalão   Alckmin volta a cobrar explicações de Lula   PFL se reúne para definir estratégia na Comissão de Justiça   PPS, PDT e PV discutem criação de CPI do Mensalão   PL vai encaminhar à tarde pedido de cassação de Jefferson   Bancada do PT decide apoiar CPI dos Correios   Oposição quer CPI dos Correios já   Jefferson só comentará suas denúncias em CPI   Aécio diz que o próprio Lula deveria solicitar CPI   Aliados querem CPI dos Correios, mas não a do mensalão   PTB vai avaliar permanência de Jefferson na presidência

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.