seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Mercados tranqüilos com inflação e PIB

Os índices de inflação divulgados durante a manhã atraíram a atenção dos investidores. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) apurado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) apontou inflação de 0,06% na terceira prévia do mês de maio. Os analistas esperam por um resultado entre 0,04% e 0,15%. Já o Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) de maio registrou variação de 0,42%, contra expectativas entre 0,40% e 0,60%. Os números vêm ao encontro da avaliação de que a inflação deve ceder nas próximas semanas. É essa perspectiva que provoca entre analistas a expectativa de que haja, enfim, um corte da Selic, a taxa básica de juros da economia, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), que será realizada em junho.No mercado de juros, em função desta expectativa, as taxas de juros recuaram. Às 15h13, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003, negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), pagavam taxas de 18,750% ao ano, frente a 18,920% ao ano. Para a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), além das boas notícias em relação à inflação, os investidores gostaram do Produto Interno Bruto (PIB) trimestral. Há pouco, a Bolsa estava em alta de 0,70%.De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o PIB registrou queda de 0,73% no primeiro trimestre de 2002 em relação ao primeiro trimestre de 2001. Em pesquisa realizada ontem pela Agência Estado com 18 analistas do mercado, as estimativas iam de uma queda de 0,50% a até 2,80%. No mercado cambial, o dólar comercial está cotado a R$ 2,5260 na ponta de venda dos negócios - estável em relação ao fechamento de ontem. Durante o dia, as cotações oscilaram entre a máxima de R$ 2,5320 e a mínima de R$ 2,5210. Mercados internacionaisNa Argentina, o índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em alta de 0,88%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com baixa de 1,00% e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra queda de 0,75%. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.