Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Mercados tranqüilos em dia calmo

Os mercados começaram o dia animados com a perspectiva de um leilão de contratos cambiais antecipando a rolagem de cerca de US$ 1,9 bilhão na quinta-feira. O dólar chegou a cair a R$ 3,4750 mas reduziu a queda à tarde. O meio feriado de hoje nos Estados Unidos reduziu o volume de negócios em todos os mercados. A apreensão com o Iraque ainda é grande no mercado internacional.O governo já tinha conseguido rolar 34,8% do vencimento desta quinta-feira para 2003, e ofereceu mais US$ 600 milhões hoje, vendendo cerca de US$ 260 milhões, um resultado bom, mas inferior ao esperado pelos investidores, o que explica a redução na queda do dólar à tarde. De qualquer maneira, os sinais positivos do governo eleito continuam favorecendo uma recuperação gradual das cotações. Os mercados continuam observando as posições defendidas pela cúpula petista em relação às negociações de revisão periódica do acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e as votações no Congresso Nacional para desobstrução da pauta e em matérias de interesse econômico.Os preços internacionais do petróleo subiram ligeiramente hoje, refletindo a discussão no Parlamento iraquiano sobre a resolução do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), aprovada na semana passada. A possibilidade de uma guerra entre Estados Unidos e Iraque não está descartada, e depende das ações de Bagdá. Os EUA e seus principais aliados têm emitido comunicados muito claros sobre a sua disposição em intervir no país. Ao menos por enquanto, o cenário internacional tem exercido uma influência limitada sobre os negócios no Brasil. Mas se a guerra se confirmar e trouxer pressão aos mercados internacionais, os efeitos podem vir a ser sentidos também aqui.MercadosO dólar comercial foi vendido a R$ 3,5150 nos últimos negócios do dia, em baixa de 0,99% em relação às últimas operações de sexta-feira, oscilando entre R$ 3,4750 e R$ 3,5200. Com o resultado de hoje, o dólar acumula uma alta de 51,77% no ano e queda de 7,98% nos últimos 30 dias.No mercado de juros, os contratos de DI futuro com vencimento em janeiro de 2003 negociados na Bolsa de Mercadorias & Futuros pagam taxas de 22,900% ao ano, frente a 22,680% ao ano sexta-feira. Já os títulos com vencimento em julho de 2003 têm taxas de 27,550% ao ano, frente a 27,790% ao ano negociados sexta-feira.A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 0,25% em 9885 pontos e volume de negócios fraco, de R$ 276 milhões. Com o resultado de hoje, a Bolsa acumula uma baixa de 27,19% em 2002 e alta de 11,64% nos últimos 30 dias. Das 50 ações que compõem o Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bolsa -, 18 apresentaram alta. Mercados internacionais Às 18h, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - operava em queda de 1,87% (a 8377,6 pontos), e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - caía 2,65% (a 1323,25 pontos). O euro era negociado a US$ 1,0105; uma queda de 0,22%. Na Argentina, o índice Merval, da Bolsa de Valores de Buenos Aires, fechou em alta de 0,31% (441 pontos). O dólar comercial para venda fechou em $ 3,45 pesos.Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2002 | 18h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.