Mercados tranqüilos em dia de poucos negócios

O mercado financeiro continuou atento às notícias argentinas durante amanhã, enquanto acompanhava os rumos da ofensiva norte-americana no Afeganistão e a forte queda do preço do barril do petróleo no mercado internacional. Com um cenário com poucas novidades, os investidores mostraram-se tranqüilos, mas o volume de negócios, principalmente no mercado acionário, foi baixo durante a manhã. Há pouco, o dólar era vendido a R$ 2,5400, com baixa de 0,20% em relação aos últimos negócios de quarta-feira. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) movimentou R$ 182,9 milhões na primeira parte do pregão. Apesar da forte queda das ações da Petrobrás, que compõem grande parte do Ibovespa - índice que mede a valorização das ações mais negociadas na Bovespa -, a Bolsa ficou em alta durante quase toda a manhã. Às 14h55, registrava alta de 1,32%. A queda do preço do petróleo tem impacto direto sobre as cotações dos papéis da companhia, já que a sua receita é dada pelas cotações do óleo no mercado internacional. Há pouco, o preço do barril do petróleo tipo brent estava cotado a US$ 17,55 - uma baixa de 2,11% em relação ao preço de ontem. As ações ordinárias (ON, com direito a voto) da Petrobrás estavam em queda de 7,18% e as preferenciais (PN, sem direito a voto), em baixa de 6,92%. Para o mercado de juros, a queda do preço do petróleo é um sinal positivo para o recuo das taxas, pois os índices de inflação ficam menos pressionados. No início da tarde, os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 20,590% ao ano, frente a 20,800% ao ano registrados na quarta-feira.A queda do preço do petróleo, aliada a um recuo do dólar, fortalece a perspectiva de alguns analistas que acreditam em um corte da Selic, a taxa básica de juros, ainda neste ano. Na próxima semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) reúne-se para avaliar a taxa, que está atualmente em 19% ao ano.Mercado internacional O índice Merval da Bolsa de Valores de Buenos Aires está em queda de 0,51%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones - Índice que mede a variação das ações mais negociadas na Bolsa de Nova York - opera com queda de 0,18%, e a Nasdaq - bolsa que negocia ações de empresas de alta tecnologia e informática em Nova York - registra queda de 0,16%.No final da manhã, foi divulgado o índice de inflação ao consumidor (CPI) norte-americano referente ao mês de outubro. O resultado registrou uma queda de 0,3%. Em setembro, o CPI havia subido 0,4%. O núcleo do índice, que expurga as variações dos itens de energia e alimentos, considerados voláteis, subiu 0,2%, mantendo o mesmo ritmo de alta verificado em setembro. Segundo a editora Patricia Lara, os números praticamente confirmaram as expectativas dos analistas. Pesquisa conjunta da Dow Jones Newswires e da CNBC indicou que a estimativa média de 21 economistas era de retração de 0,2% para o CPI e de alta de 0,1% para o núcleo. Não deixe de ver no link abaixo as dicas de investimento, com as recomendações das principais instituições financeiras, incluindo indicações de carteira para as suas aplicações, de acordo com o perfil do investidor e prazo da aplicação. Confira ainda a tabela resumo financeiro com os principais dados do mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.