Fernando favoretto/Divulgação
Fernando favoretto/Divulgação

Mercedes-Benz vai abrir 600 vagas no ABC e ampliar produção de caminhões

Empresa vai voltar a operar em dois turnos, expediente que estava suspenso desde 2014; 400 dos novos funcionários já começam a trabalhar em janeiro

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

04 Dezembro 2018 | 11h59

A Mercedes-Benz anunciou na manhã desta terça-feira, 4, a contratação de 600 funcionários para a fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. Com isso, a empresa volta a operar em dois turnos na linha de producao de caminhões, expediente que estava suspenso desde 2014.

No setor de componentes - motores, câmbio e eixos -, será retomado o terceiro turno de trabalho que estava suspenso há cinco anos. Os primeiros 400 contratados começam a trabalhar em janeiro e outras 200 vagas serão abertas em abril.

"Depois de momentos difíceis estamos otimistas com a melhora do mercado e aumento da produção", disse o presidente da Mercedes-Benz do Brasil e América Latina, Philipp Schiemer. As vendas de caminhões da marca cresceram quase 30% neste ano em relação a 2017 e devem crescer "mais dois dígitos" no próximo ano, prevê o executivo.

Inicialmente as novas vagas são por tempo determinado de um ano, com possibilidade de prorrogação por mais um ano. "Estamos otimistas mas precisanos ser cautelosos para não termos de demitir como ocorreu no passado",  justifica Schiemer. 

De 2012 para cá foram cortados 4 mil postos de trabalho na fábrica que hoje emprega 8 mil trabalhadores.

Para as 400 vagas primeiras vagas, a Mercedes-Benz recebeu 12 mil currículos. "Até caiu o site da empresa", informa Luiz Carlos Moraes, diretor de comunicação corporativa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.