Mercedes do principal comandante nazista é restaurado

Veículo foi capturado como troféu de guerra e levado para os EUA, onde ficou 50 anos em uma garagem

Economia & Negócios,

14 de agosto de 2013 | 19h48

SÃO PAULO - Um Mercedes que pertenceu a Hermann Goering, principal comandante do exército na Alemanha nazista, será restaurado após passar mais de meio século em uma garagem Carolina do Norte, nos Estados Unidos.

 O veículo Mercedes Benz modelo 540K Cabriolet B foi fabricado sob encomenda em 1940, a pedido de Hermann Goering. O carro foi apreendido por autoridades norte-americanas no final da Segunda Guerra Mundial.

 

Troféu de guerra. O veículo foi redescoberto por um grupo de restauração de carros clássicos Flórida. O carro era considerado um troféu de vitória depois de ter sido capturado em Berchtesgaden, no final da guerra.

Após ser capturado, o veículo foi usado pelo coronel Heintges, comandante da Infantaria 7, durante a ocupação aliada da Alemanha.

 

Com o fim da ocupação, o carro foi vendido como excedente a um sargento do Exército dos EUA e levado para os Estados Unidos.

Guardado no Texas por alguns anos, foi vendido para Richard Taylor, da Carolina do Norte, que manteve-o em sua garagem até hoje.

O carro deverá ser restaurado e será oferecido a um museu ou Holocausto, como contribuição para a preservação da memória da Segunda Guerra Mundial.

O carro foi encomendado por Goering em 1940 e entregue em 1941. Era um dos carros mais rápidos do mundo na época.

Tudo o que sabemos sobre:
Segunda Guerra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.