Mercedes volta a investir na fábrica de Minas

Mercedes volta a investir na fábrica de Minas

Unidade em Juiz de Fora, construída para fabricar o compacto Classe A e que está quase parada, será utilizada para a produção de veículos comerciais

Ivana Moreira, Belo Horizonte, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2010 | 00h00

A Mercedes-Bez vai voltar a investir em sua fábrica de Juiz de Fora (MG), inaugurada no fim da década de 90. A direção mundial da empresa informou ao governo de Minas Gerais, por carta, que vai passar a produzir veículos comerciais - caminhões, ônibus e vans - também na unidade mineira. Hoje, os modelos da marca são produzidos na fábrica de São Bernardo do Campo, em São Paulo.

O anúncio, sem muitos detalhes, é o desfecho de uma longa agonia em Juiz de Fora. Construída para fabricar o modelo compacto Classe A, a indústria operou com altos índices de ociosidade - perto dos 80% - durante a última década. Em 2005, a produção do Classe A foi interrompida. Nos últimos anos, a fábrica manteve as portas abertas apenas para a montagem do CLC, um cupê médio derivado da antiga geração do Classe C. O veículo montado em Juiz de Fora é destinado exclusivamente para a exportação a mercados europeus.

Conversas. "Foi uma negociação muito dura a que nós tivemos", informou o governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), que foi o porta-voz da notícia, ontem pela manhã. "Inclusive, aventamos a possibilidade de cobrar na Justiça o benefício que o Estado deu", completou.

O governo de Minas concedeu incentivos fiscais para a Mercedes construir a fábrica em Juiz de Fora, num acordo condicionado à manutenção do nível de empregos. Por diversas vezes, a montadora alemã ameaçou fechar a fábrica de Juiz de Fora. Mas acabava não fechando a operação por causa da pressão do governo do Estado.

Na carta enviada ao governo mineiro, a direção mundial da Mercedes-Benz informa que o grande potencial de crescimento do mercado brasileiro e latino-americano de veículos comerciais deverá superar a capacidade de produção da fábrica paulista, que será ampliada para produzir 75 mil unidades por ano até 2012. A planta de Juiz de Fora atuará como produção complementar.

"A Mercedes assume o compromisso de, até agosto, iniciar as obras já neste sítio para fabricar em Juiz de Fora caminhões, ônibus e vans", anunciou ontem o governador mineiro. De 1999 a 2009, a fábrica de Juiz de Fora acumulou uma produção total em torno de 140 mil unidades de carros. A capacidade instalada do projeto era para 77 mil unidades por ano.

Na carta enviado ao governo de Minas, a montadora alemã informou que tem "grandes expectativas em relação ao desenvolvimento de uma cadeia de suprimentos na região".

Desconfiança

O Sindicato dos Metalúrgicos de Juiz de Fora não comemorou o anúncio feito ontem. Teme que os planos anunciados sejam mais uma promessa que não

se concretizará.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.