Mercosul aceita Venezuela como membro associado

O presidente da Argentina, Néstor Kirchner, anunciou que o Mercosul aceitou a incorporação da Venezuela como membro "associado" do bloco do Cone Sul e que iniciará as negociações oficiais com o México para que este país possa, no futuro, também ter esse status. O anúncio foi feito no encerramento da cúpula de presidentes do Mercosul, realizada em Puerto Iguazú, do lado argentino na região da Tríplice Fronteira do Brasil, Paraguai e Argentina.Logo depois, Kirchner transferiu a presidência pro tempore que a Argentina exerceu durante os últimos seis meses para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, referindo-se a este como "meu querido amigo". A frase foi o único sinal de amizade que Kirchner emitiu com o governo brasileiro ao longo desta cúpula, antecedida pelo anúncio argentino de duras medidas de restrição aos produtos eletrodomésticos provenientes do Brasil. As medidas causaram tensão ao longo das reuniões e fizeram naufragar a discussão de uma série de outros assuntos urgentes do Mercosul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.