Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Mercosul convida o Egito para negociar

O Egito pode ser em breve o próximo país a assinar um acordo de preferências tarifárias com o Mercosul. Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai convidaram as autoridades do país árabe para participar da próxima cúpula do Mercosul, em julho, na Argentina. O Mercosul já lançou processos semelhantes com a Índia e África do Sul e a iniciativa com os egípcios está sendo vista como mais uma medida tomada pelo chanceler brasileiro Celso Amorim para aproximar a América Latina aos países árabes.Segundo especialistas, o mercado egípcio tem o potencial para ser um dos principais destinos de produtos como o açúcar, minérios e carnes no Oriente Médio. Outro interesse seria a exportação de veículos. O Itamaraty começará a realizar consultas com o setor privado para que listas de produtos possam ser preparadas às autoridades do Egito. No total, as exportações brasileiras ao Egito somaram US$ 254 milhões entre janeiro e maio deste ano. Em 2003, as vendas brasileiras foram de US$ 462 milhões entre janeiro e dezembro. Já os egípcios exportaram para o Brasil apenas US$ 34 milhões em todo o ano passado. Em entrevista a agências internacionais, o novo ministro do Comércio Exterior do Egito, Youssef Boutros Ghali, afirmou que o acordo irá incrementar esse comércio. Segundo ele, produtos como algodão e derivados de petróleo poderiam ganhar mercados no Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Agencia Estado,

23 de junho de 2004 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.