finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Mercosul deve fechar acordo de livre comércio com Israel

Segundo embaixador de Israel em Genebra, se não houver surpresas, acordo será assinado nesta quinta

Jamil Chade, do Estadão,

28 de novembro de 2007 | 14h32

O embaixador de Israel em Genebra, Itzhak Levanon confirmou nesta quarta-feira, 28, que o Mercosul e Israel devem assinar nesta quinta o primeiro acordo de livre comércio do bloco, em seus 16 anos de criação. "Estamos próximos de um acordo. Se não tivermos alguma surpresa amanhã (quinta), assinaremos o acordo", afirmou Levanon. Segundo ele, o acordo será fechado exatamente 60 anos depois da votação na Assembléia Geral que criou o Estado de Israel. Na época o presidente da Assembléia Geral era o brasileiro Osvaldo Aranha. Questionado sobre os ataques feitos nos últimos dias pelo governo da Venezuela contra Israel, Levanon apelou para que "questões políticas fiquem fora de acordos comerciais". Ele ainda disse que o acordo será um marco histórico das relações de Israel com a América do Sul, insinuando que Chávez estaria isolado nos ataques.  O comércio entre o Brasil e Israel é de apenas US$ 700 milhões anuais, mas o acordo tem um impacto simbólico bem maior do que o fluxo de comércio atual.

Tudo o que sabemos sobre:
ComércioIsraelMercosul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.