Mercosul melhora oferta para União Européia

O Mercosul fez uma oferta melhor para a União Européia (UE) nesta sexta-feira e os dois blocos esperam que seja a última rodada de ajuste nas propostas para a assinatura de um acordo até outubro. A nova oferta do bloco sul-americano prevê a liberar 88% de produtos negociados entre os dois blocos, de acordo com comunicado divulgado pelo Ministério de Relações Exteriores da Argentina.O comunicado diz que a nova oferta concede preferência para produtos europeus, que atualmente representam US$ 20,6 bilhões de exportações da Europa para o Mercosul por ano. A oferta anterior, apresentada em março de 2003, concedia preferência a 83% dos produtos europeus, representando US$ 19 bilhões em exportações da Europa. No total, 518 novos produtos foram acrescentados à lista de bens preferenciais, elevando o total para 8.850 produtos. A nota diz que o Mercosul está acelerando o calendário para redução de tarifas, que agora serão eliminadas dentro de 10 anos. Ficam fora desta oferta 10% de produtos que incluem, entre outros, máquinas, plástico, alguns produtos de ferro e aço. Na próxima semana, no México, os negociadores do Mercosul irão encontrar-se com o comissário de Comércio da UE, Pascal Lamy, e o comissário de Agricultura, Franz Fischler, para iniciarem as negociações sobre as novas propostas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.