carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Mercosul precisa de políticas de compensação, diz Botafogo

O ex-embaixador do Brasil na Argentina, José Botafogo Gonçalves, disse hoje que falta visão de conjunto do Mercosul e é preciso adotar políticas de compensação de assimetrias (diferença de porte entre as economias) no bloco. A avaliação foi traçada durante seminário de comércio exterior, na Fundação Getúlio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, logo após o diplomata relatar que as recentes medidas restritivas adotadas pela Argentina afrontam os princípios do Mercosul. Segundo ele, além disso, as medidas não solucionam o que chama de problemas políticos e não há, junto delas, uma estratégia de recuperação dos setores industriais argentinos que se dizem prejudicados pelas vendas de produtos brasileiros no seu país.O diplomata reconheceu que a visão de conjunto ainda não "penetrou" na prática, nem na teoria, e isso é uma "falha grave". "Justifica a atitude de cada um cuidar de si e Deus providencia o equilíbrio? Acho que não", afirmou. No caso da Argentina, ele citou que em alguns mercados, como o de linha branca, as exportações brasileiras representam mais de 50% do consumo local, o que é "politicamente ruim". Botafogo reconhece que a iniciativa privada brasileira tem de defender seus interesses, mas ressalvou que cabe ao governo atentar para desequilíbrios deste tipo.

Agencia Estado,

02 de dezembro de 2004 | 11h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.