Merkel cobra ações da Grécia para obter ajuda

A chanceler Angela Merkel disse que a Alemanha fará sua parte para proteger o euro e que a Grécia deve fazer o mesmo. "Trata-se da estabilidade do euro e não fugiremos de nossa responsabilidade", disse Merkel em entrevista concedida hoje. "Mas o desafio é a Grécia aceitar um programa ambicioso (de corte de gastos) capaz de restaurar a confiança dos mercados no país", acrescentou.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

28 de abril de 2010 | 13h00

Merkel observou que as negociações entre o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Grécia sobre as condições para concessão de uma ajuda ao país devem ser apressadas. "Está absolutamente claro que as negociações do governo grego com a Comissão Europeia e com o FMI precisam ser aceleradas", disse. Merkel acrescentou esperar que as negociações sejam concluídas nos próximos dias e que assim a Alemanha possa tomar sua própria decisão em relação à ajuda para a Grécia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
criseGréciaAlemanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.