Merkel diz que juros mais baixos e EFSF maior podem ajudar Grécia--fonte

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou a parlamentares em uma reunião a portas fechadas nesta quarta-feira que taxas de juros mais baixas e uma ampliação do Fundo Europeu de Estabilização Financeira (EFSF, na sigla em inglês) podem suprir o déficit financeiro da Grécia, disse à Reuters uma fonte presente ao encontro.

Reuters

21 de novembro de 2012 | 08h34

Merkel falou aos parlamentares depois que os ministros das Finanças da Europa, o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) falharam pela segunda semana seguida em alcançar um acordo para liberar nova ajuda à Grécia. Eles vão se reunir novamente na segunda-feira.

Merkel disse na reunião que as garantias do EFSF podem ser elevadas em 10 bilhões de euros e que a Alemanha irá assumir sua fatia nisso, de acordo com o participante da reunião.

Membros diferentes da zona do euro podem ajudar a Grécia de diferentes maneiras, disse ela, segundo a fonte.

(Reportagem de Andreas Rinke)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMERKELGRECIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.