Merkel: não haverá decisão sobre Grécia antes de 2014

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, nesta quarta-feira que nenhuma decisão sobre o volume de um possível terceiro programa de resgate para a Grécia será tomada antes de meados de 2014.

Cley Scholz, Agencia Estado

21 de agosto de 2013 | 10h13

"Não posso dizer hoje a soma que eventualmente será necessária", disse Merkel à emissora de TV alemã SAT.1. "Só podemos dizer isso em meados do ano que vem," acrescentou.

Na entrevista, Merkel também afirmou que ainda está em aberto de onde viriam novos recursos para a Grécia e elogiou o país por já ter feito um "progresso muito, muito bom".

Em coletiva mais cedo, o porta-voz do Ministério de Finanças alemão, Martin Kotthaus, disse que dados recentes indicam que "há uma luz no fim do túnel" para a Grécia.

Ontem, o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, afirmou que a Grécia vai precisar de um terceiro pacote de ajuda. Segundo Steffen Seibert, porta-voz do governo em Berlim, não há discordância entre Merkel e Schäuble em relação a esse assunto.

O porta-voz de Schäuble, Kotthaus, também disse hoje que a fala do ministro ontem não significou nada de novo porque ele e outros ministros de finanças da zona do euro sempre deixaram claro que estão dispostos a apoiar a Grécia depois de o programa atual de ajuda expirar, no fim do próximo ano.

"Não há nenhuma posição nova sobre isso", enfatizou Kotthaus. "O procedimento é o mesmo da semana passada".

Kotthaus disse ainda que não há deliberações na Europa sobre detalhes de um terceiro programa para a Grécia. "Teremos de ver onde estaremos em meados de 2014", afirmou o porta-voz, também descartando mais uma vez a possibilidade de um novo desconto para a dívida soberana grega. Fonte: Market News International.

Tudo o que sabemos sobre:
AlemanhaGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.