Merrill Lynch tem forte prejuízo no 1o tri e irá demitir 2.900

Os resultados foram piores que as já sombrias expectativas dos analistas

DAN WILCHINS, REUTERS

17 de abril de 2008 | 12h50

O Merrill Lynch informou nestaquinta-feira um prejuízo trimestral de 2 bilhões de dólares eafirmou que planeja cortar 2,9 mil vagas depois de registrarmais de 9,5 bilhões de dólares em baixas contábeis e perdas comhipotecas de alto risco (subprime) e outros ativos de risco. Os resultados foram piores que as já sombrias expectativasdos analistas. O presidente-executivo da empresa, John Thain, estátentando reverter a situação da empresa depois das apostasruins em hipotecas subprime e débitos. Ele está aumentando osnegócios do banco de investimento nos mercados emergentes ereduzindo custos para ajudar a equilibrar as contas. O Merrill Lynch reportou prejuízo, baixas contábeis eaumento de reserva de 1,5 bilhão de dólares em obrigações de dedívida colateralizada, 925 milhões em financiamentosalavancados de empréstimos, 3,5 bilhões em portfólio deinvestimento, mais de 800 milhões em hipotecas residenciais e 3bilhões de dólares por exposição à seguradoras de títulos. O prejuízo líquido do Merrill Lynch no primeiro trimestrefoi de 1,96 bilhão de dólares, comparado com um lucro de 2,16bilhões de dólares no mesmo período do ano anterior. Incluindo-se os dividendos de ações preferenciais, a perdafoi de 2,14 bilhões de dólares, ou 2,19 dólares por ação,contra lucro de 2,11 bilhões de dólares, ou 2,26 dólares poração, um ano antes. A receita líquida caiu 69 por cento, para 2,93 bilhões dedólares. Analistas esperavam 3,35 bilhões de dólares. Thain afirmou que apesar da perda, o Merrill Lynch continua"bem capitalizado". A empresa já registrou mais de 24 bilhões de dólares embaixas contábeis nos trimestres anteriores, levando-a alevantar mais de 12 bilhões de dólares em capital. Thainafirmou neste mês que não espera erguer mais capital num futuroprevisível. Um benefício decorrente do aumento dos spreads de crédito,no valor de 2,1 bilhões de dólares. parcialmente compensou asbaixas contábeis e perdas com ativos de risco.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSMERRILLRESULTSATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.