Merrill Lynch tem prejuízo com baixa contábil de US$ 7,9 bi

O banco de investimentos norte-americano Merrill Lynch teve prejuízo de US$ 2,3 bilhões no terceiro trimestre. Segundo o banco, o resultado reflete "significantes baixas contábeis e perdas atribuíveis aos negócios de renda fixa, moedas e commodities, incluindo baixas contábeis de US$ 7,9 bilhões em créditos de risco e hipotecas de segunda linha (subprime) norte-americanas" (a previsão divulgada anteriormente era de US$ 4,5 bilhões)."Estas baixas contábeis e perdas foram parcialmente reduzidas por fortes receitas nas operações de administração global de riqueza, mercados de ações e de banco de investimento, particularmente em regiões fora dos EUA", informa a nota divulgada no website do banco.As receitas do terceiro trimestre caíram 94% para US$ 577 milhões, de US$ 9,8 bilhões no mesmo período do ano passado e cederam 94% em relação às receitas de US$ 9,7 bilhões do segundo trimestre deste ano. O prejuízo antes de impostos foi de US$ 3,5 bilhões no terceiro trimestre.O Merrill Lynch prevê que as condições do mercado relacionadas ao crédito imobiliário de risco (subprime) nos EUA continuarão incertas e disse que continuará ajustando suas posições ao impacto remanescente da crise. "Fora das áreas relacionadas às hipotecas, continuamos a acreditar que a tendência das economias globais é favorável e que nossos negócios poderão ter um bom desempenho, como aconteceu durante todo o ano," diz o banco.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

24 de outubro de 2007 | 10h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.