Andre Dusek|Estadão
Andre Dusek|Estadão

seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Mesmo após mudanças no relatório da Previdência, 64% da bancada do PR é contra a proposta

O PR atualmente é a quarta maior bancada da base aliada na Casa e detém o comando do Ministério dos Transportes, considerada uma das principais pastas na Esplanada

Erich Decat, O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2017 | 16h06

BRASÍLIA - Apesar das ofensivas da cúpula do Palácio do Planalto para garantir apoio à Proposta de Emenda à Constituição que altera as regras da Previdência, mais da metade (64%) dos integrantes da bancada do PR na Câmara permanece contra à aprovação do projeto.

O PR atualmente é a quarta maior bancada da base aliada na Casa e detém o comando do Ministério dos Transportes, considerada uma das principais pastas na Esplanada.

Segundo consulta interna realizada após as últimas alterações feitas pelo deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) no relatório da Previdência, dos 39 integrantes do PR na Câmara, 25 permanecem contra o texto. Oito são a favor, quatro se dizem indecisos e dois não quiseram se posicionar.

Maior número de integrantes dentro da bancada do PR, os deputados de São Paulo estão entre os principais dissidentes. Quatro dos seis são contra. Um se diz indeciso e apenas o deputado Tiririca (PR-SP) se posicionou a favor.

ENTENDA AS MUDANÇAS DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O levantamento foi concluído na véspera da votação da PEC na Comissão Especial da Câmara e em meio as investidas do Palácio do Planalto para punir dissidentes na votação da reforma Trabalhista ocorrida na semana passada no plenário da Câmara. Entre as medidas adotadas pela cúpula do governo está a exoneração daqueles que têm como padrinhos deputados que votaram contra a proposta.

Dos integrantes do PR na Comissão Especial, os três titulares (Aelton Freitas; Bilac Pinto e Magda Mofatto) são a favor do projeto. Mas os dois suplentes (Capitão Augusto e Wellington Roberto), que só votam em caso de ausência dos titulares, são contra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.