Mesmo com dólar subindo, cenário é de arrefecimenro da inflação, diz Carlos Hamilton

O diretor de Política Econômica do Banco Central, Carlos Hamilton Araújo, disse nesta quinta-feira que, mesmo com alguma alta do dólar sobre o real, o cenário é de recuo da inflação.

REUTERS

07 de agosto de 2014 | 12h09

"Mesmo no cenário de mercado que contempla uma desvalorização do câmbio, nós antecipamos a inflação convergindo (para a meta)", afirmou o diretor a jornalistas, ao comentar o Boletim Regional.

Carlos Hamilton citou o último Relatório Trimestral de Inflação onde, pelo cenário de mercado, o BC vê o IPCA perdendo força. Neste caso, o dólar médio é esperado em 2,39 reais no final deste ano e 2,48 reais em 2015.

Nas últimas semanas, o dólar mostrou valorização no mercado brasileiro, aproximando-se de 2,30 reais e deixando para trás uma banda informal vista pelo mercado de 2,20 a 2,25 reais que prevaleceu desde abril passado, com alguns poucos períodos de exceção.

O diretor repetiu ainda que parte dos efeitos da elevação da Selic ainda está para aparecer nos preços e disse que, "se o ajuste monetário é satisfatório ou insuficiente para combater as pressões inflacionárias, é uma avaliação que o Copom vai fazer".

Em seguida, lembrou que no cenário do BC não é contemplada a redução do instrumento de política monetária.

(Reportagem de Walter Brandimarte; Texto de Patrícia Duarte)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENCHINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.