Mesmo com greve, Vale quer produção total no Canadá

As negociações para o fim da greve de um ano na unidade da mineradora Vale em Voisey"s Bay, no Canadá, serão retomadas na segunda-feira. Em paralelo, a Vale planeja voltar à produção total, mesmo que não chegue a um acordo. "Não é para ser uma ameaça. É apenas o que o negócio demanda", disse o porta-voz da Vale, Cory McPhee, à agência Dow Jones.

, O Estado de S.Paulo

17 de julho de 2010 | 00h00

A unidade está operando com 35% de sua capacidade desde que os trabalhadores filiados ao sindicato iniciaram a greve, há 12 meses, junto com trabalhadores da unidade da Vale em Sudbury, na província canadense de Ontário. Na semana passada, os empregados da unidade de Sudbury ratificaram um acordo coletivo de cinco anos com a companhia e vão voltar ao trabalho no próximo mês. McPhee não soube dizer quanto tempo ainda levará para que as negociações sejam concluídas com o sindicato United Steelworkers (USW). / DOW JONES NEWSWIRES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.