Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Mesmo com IPI reduzido, venda de carros caí 4,9% em julho

Exportações do setor tiveram declínio de 3,2% em julho ante junho e queda de 50,1% comparada a julho de 2008

Michelly Teixeira, da Agência Estado,

10 de agosto de 2009 | 11h00

As vendas de veículos no mercado brasileiro somaram 285.416 unidades em julho de 2009, com uma baixa de 4,9% em relação ao mês anterior e recuo de 0,9% no confronto com julho de 2008. Entre janeiro e julho, foram vendidos 1.735.203 veículos, um acréscimo de 2,4% ante igual intervalo do ano passado. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 10, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

 

A queda na venda de veículos entre junho e julho, para 285,4 mil unidades, se deve principalmente a um grande movimento de antecipação de compras no mês retrasado, quando os consumidores aguardavam a extinção do desconto do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre carros novos, que foi prorrogado.

 

O mês de julho exibiu o terceiro melhor resultado nas vendas em toda a história da indústria. Junho passado foi o melhor mês para o setor, com vendas de 300,2 mil autoveículos. Julho de 2008 mostrou o segundo melhor desempenho, com 288,1 mil unidades vendidas.

 

A produção somou 281.626 unidades no sétimo mês do ano, um declínio de 0,9% sobre junho. Em relação a julho do ano passado, a produção exibe queda de 11,5%. No acumulado do ano, o setor produziu 1.752.817 veículos, o que representa uma retração de 12,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

 

Venda menor de bicombustíveis

As vendas de automóveis e veículos comerciais leves modelo bicombustível (flex) somaram 243.406 unidades em julho, com uma participação de 89% na categoria. O resultado indica um declínio em relação ao desempenho de junho, quando a participação era de 89,8%, com 260.208 unidades.

 

No acumulado do ano, foram vendidos 1.474.400 veículos flex, o equivalente a 88,4% das vendas de automóveis e veículos comerciais leves no período. Entre janeiro e julho de 2008, a participação dos veículos flex nas vendas era de 87,2%.

 

Recuo nas exportações

As exportações do setor totalizaram US$ 618,299 milhões em julho, o que traduz um declínio de 3,2% em julho frente a junho e queda de 50,1% na comparação com julho de 2008. Foram exportadas 36.813 unidades a outros países - baixa de 6,5% no confronto com o mês anterior e baixa de 41,9% sobre julho de 2008.

 

De janeiro a julho, as vendas externas caíram 49% sobre igual período de 2008, para US$ 4,148 bilhões. Neste intervalo foram exportadas 237.519 unidades, o que significa uma baixa de 46,6% ante o período janeiro-julho de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
automóveisvendaexportaçãojulho2009

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.