FOTO AMANDA PEROBELLI/ESTAD?O
FOTO AMANDA PEROBELLI/ESTAD?O

Mesmo funcionando normalmente, Linha 4-Amarela tem movimentação baixa

Todas as demais linhas de trem e metrô da capital paulistana estão paradas desde 0h desta sexta-feira

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2017 | 10h21

Funcionários e frequentadores da estação Faria Lima do metrô movimentação abaixo da média nesta sexta-feira, 28. No entorno, parte do comércio permanecia fechado por volta das 9h30.

Mesmo assim, a Linha Amarela está sendo utilizada como alternativa. A assistente de modelista Helena Oliveira, de 39 anos, e o coordenador de TI Marcelino Ramiro, de 38, vão de Embu das Artes até a região central. 

Embora ela costume entrar duas horas antes do trabalho, o casal resolveu vir juntos de carro até a linha amarela devido às paralisações, embora utilizem transporte público no dia a dia. Como eles ouviram relatos de protestos da região central, preferiram deixar o carro em Pinheiros e seguir o trajeto de metrô.

Ambos são contrários à reforma trabalhista e da Previdência. Mas Marcelino defende que uma paralisação deveria ocorrer após o início do expediente. "Causaria mais impacto. Desse jeito, cria brecha para pessoas não irem trabalhar outros motivos. Se fosse no meio do dia, tipo no horário de almoço, causaria mais impacto".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.