Metade do comitê do Fed queria fim de estímulo

Pode haver uma divisão no Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve sobre o futuro do programa de compras de bônus, mas parece que as autoridades cujas opiniões atualmente importam - lideradas pelo presidente Ben Bernanke - ainda não estão prontas para reduzir as compras neste ano.

WASHINGTON, O Estado de S.Paulo

12 de julho de 2013 | 02h06

Com a ata da reunião de 18 e 19 de junho do Fed, um relatório separado indicou que antes da discussão de política monetária "cerca de metade" das autoridades estavam prontas para interromper as compras de ativos este ano em vez de reduzir.

Quatro vezes por ano antes de a reunião de política monetária começar, todos os 19 participantes, votantes e não votantes, apresentam suas previsões para Produto Interno Bruto (PIB), emprego e inflação e suas projeções para o provável caminho futuro dos fed funds.

Com base nessas perspectivas individuais, o Sumário de Projeções Econômicas destacou que "cerca de metade desses participantes indicaram que provavelmente será adequado encerrar as compras de ativos no fim deste ano".

Novamente, é importante destacar que isso é baseado na perspectiva individual dos participantes e não em uma discussão subsequente na reunião do Fomc ou em uma perspectiva econômica consensual. O sumário serve como uma pesquisa dos participantes antes da reunião e do debate sobre a política monetária começar.

Quando a reunião do Fomc começou, porém, ficou claro que Bernanke conseguiu conter qualquer tentativa de encerrar as compras de ativos neste ano e, em vez disso, convenceu os outros membros a votarem a favor de apenas reduzir as compras mais tarde neste ano - se a economia se recuperar conforme o esperado - e apenas então, se houver mais melhora, encerrar o programa em meados de 2014. / MARKET NEWS INTERNATIONAL

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.