Metalúrgicas da região de Campinas demitem 702 só em janeiro

Sindicatos promovem assembleias diariamente em frente às empresas; trabalhadores vão participar de ato em SP

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

22 de janeiro de 2009 | 13h05

Sete empresas metalúrgicas da região de Campinas, interior de São Paulo, demitiram 702 funcionários só no mês de janeiro, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região. Veja também:Desemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  De acordo com o sindicato, a Eaton foi a empresa que mais demitiu, com 272 trabalhadores dispensados só este mês; em seguida vem a KS Pistões, que desligou 200 funcionários; a Foxconn dispensou 150 pessoas.  A Bosch demitiu 120 trabalhadores; a Electrocast desligou 100 funcionários; a Samsung 40; e a Benteler dispensou 20 pessoas. As empresas Magnetimarelli e Wabco também já anunciaram demissões para este mês, mas não informaram a data, tampouco o número de pessoas que serão desligadas.  Segundo o sindicato, diariamente estão sendo promovidas assembleias nos portões de entrada da empresas. Para dar continuidade às mobilizações, o órgão vai participar do Ato Unificado, no próximo dia 12, a partir das 14 horas, em frente à Fiesp, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraEmprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.