Metalúrgicos ameaçam fazer greve contra demissões na Volks

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC ameaça fazer greves se a Volkswagen prosseguir com o plano de realocação de 3.933 funcionários. Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Lopez Feijóo, o sindicato vai declarar ?guerra? contra a Volkswagen se a empresa descumprir os acordos firmados na Alemanha que garantem a estabilidade dos funcionários (até 2006 em São Bernardo e 2004 em Taubaté).?Se a empresa insistir em transferir funcionários (para a Autovisão) nós vamos usar todo nosso arsenal, desde greves, até ocupação de fábrica?, disse Feijóo, durante assembléia no pátio da montadora, que reuniu hoje 10 mil trabalhadores.Durante a assembléia, os funcionários decidiram, por unanimidade, se opor à transferência para a Autovisão. Segundo Feijoó, a empresa está fazendo ?terrorismo? contra o governo ao anunciar o excedente de empregados. ?Eles estão pressionando para conseguir contrapartidas no acordo automotivo?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.