Metalúrgicos anunciam paralisação no ABC paulista

Para reivindicar aumento real de salário, os metalúrgicos da região do grande ABC prometem cruzar os braços a partir de amanhã. Segundo nota enviada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, os trabalhadores do ramo de autopeças param amanhã e na sexta-feira. Na quinta-feira, será a vez de funcionários das montadoras paralisarem a produção.

AE, Agencia Estado

08 de setembro de 2009 | 19h49

O Sindicato informou, no comunicado, que as paralisações de amanhã e sexta ocorrerão em fábricas e turnos definidos pela entidade e "não serão divulgadas com antecedência". No final do dia, o Sindicato enviará nota com balanço do movimento.

As paralisações integram semana de mobilização organizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC para pressionar empresas a atender a pauta de reivindicações da campanha salarial da categoria para este ano. Os atos prosseguirão até sábado, quando acontece assembleia geral em São Bernardo do Campo.

No último dia 4, assembleia com mais de cinco mil metalúrgicos realizada no Sindicato rejeitou a proposta salarial das montadoras (Sinfavea) e das autopeças (Sindipeças), de repor a inflação, que deve ficar em 4,7%.

A campanha salarial é estadual. De acordo com o Sindicato, não entraram nas fábricas ontem, em Taubaté, os trabalhadores do turno da manhã na Ford e na Volkswagen, além da autopeças SG, Gestamp, Aethra, SM e Goodyear (que atuam na Volks) e Comau, GRI, Pac Service, Mecalusi e MSX, que têm atividades dentro da Ford.

Tudo o que sabemos sobre:
grevemetalúrgicosmontadorasABC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.