seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Metalúrgicos aprovam flexibilização da CLT

A pauta da categoria dos metalúrgicos para a flexibilização da Consolidação da Legislação Trabalhista (CLT) foi aprovada por 98% dos participantes, entre 25 mil e 30 mil pessoas, de encontro deste domingo, na sede da Força Sindical, no bairro da Liberdade, em São Paulo. Essa estimativa de participação é da Polícia Militar.A pauta de cinco propostas para a flexibilização da CLT aprovada envolve: férias, 13º salário, participação nos lucros e resultados, licença-paternidade e redução do horário de almoço.Os trabalhadores querem o parcelamento das férias em até quatro vezes de cinco dias úteis em meses diferentes do ano. Isso elevaria o tempo de descanso remunerado dos atuais 30 dias para 36 dias.O secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, considerado o maior sindicato do País, Eleno Bezzerra, considera que a contrapartida às empresas será o parcelamento do pagamento, que será feito proporcionalmente ao tempo de descanso. Ainda sobre as férias, os metalúrgicos vão negociar o aumento de dias que podem ser vendidos, dos atuais 10 para 15. Os metalúrgicos querem negociar para que 60% do pagamento do 13º salário possa ser feito a partir de fevereiro, conforme a necessidade individual dos trabalhadores, e os outros 40% pagos entre 10 e 20 de dezembro. Hoje, 50% são pagos em 31 de novembro, e a outra parte em 20 de dezembro. Os trabalhadores querem que a apuração dos lucros e resultados das empresas do setor passe a ser trimestral ou semestral, porém sempre com pagamento trimestral - o resíduo de um seria incorporado ao seguinte. Hoje, a PLR é paga semestralmente, com base em apuração anual. Quanto à licença-paternidade, de cinco dias corridos, os trabalhadores vão discutir o parcelamento. "Se o filho nasce na sexta-feira, perdemos dois dias, porque o cartório não abre no final de semana", explica Eleno Bezerra. Os metalúrgicos querem o direito de folgar em cada um dos cinco dias em semanas ou momentos diferentes, conforme suas necessidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.