coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Metalúrgicos assinam na quinta flexibilização da CLT

Os 50 sindicatos de metalúrgicos de São Paulo filiados à Força Sindical assinam na próxima quinta-feira, às 15 horas, na sede central sindical, acordo com os representantes dos grupos 3 (Sindipeças) e 9 (Sindimaq) para flexibilizar cinco itens da CLT: férias, 13º salário, Participação nos Lucros e Resultados (PLR), horário de almoço e licença paternidade. Em comunicado, a Força Sindical lembra que, "apesar de ser assinado pelos sindicatos de trabalhadores e pelos grupos patronais", o chamado acordo "guarda-chuva" é individualizado por empresa e é por adesão, ou seja, "nenhuma empresa poderá colocar o acordo em prática sem que tenha sido aprovado em assembléia realizada pelos trabalhadores". CUT nega versão de DornellesO presidente da CUT, João Felício, procurou a Agência Estado para negar que a central seja favorável a mudanças na CLT, conforme versão do ministro do Trabalho, Francisco Dornelles. "Mais uma vez, Dornelles usa da má-fé e desinformação para conseguir seus intentos", disse Felício.

Agencia Estado,

19 de março de 2002 | 20h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.