Efe
Efe

Metalúrgicos atacam sede da ArcelorMittal em Luxemburgo

Ao menos 2 mil trabalhadores belgas e franceses estão no protesto, de acordo com a polícia local

Associated Press,

12 de maio de 2009 | 10h29

Metalúrgicos atacaram nesta terça-feira, 12, a sede da siderúrgica ArcelorMittal em Luxemburgo. Eles atiraram objetos contra o prédio e tentaram quebrar a porta central para protestar contra demissões de temporários.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

Ao menos 2 mil trabalhadores belgas e franceses estão no protesto, de acordo com a polícia. Alguns deles arremessaram bombas de fumaça contra o prédio, onde acontecia um encontro de acionistas.

O presidente da empresa, Lakshmi Mittal, disse que a demanda de aço caiu, mas que a tendência é temporária.

 

Sindicatos belgas haviam avisado na segunda-feira que as tensões estavam crescendo devido à falta de detalhes sobre os próximos passos para fábricas paradas temporariamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.