Metalúrgicos de 27 empresas paralisam atividades em SP

Metalúrgicos ligados à Força Sindical iniciaram na manhã desta segunda-feira uma greve por tempo indeterminado em empresas da capital paulista, em protesto à proposta de reajuste salarial à categoria feita pelas entidades patronais.Segundo informações preliminares do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, Mogi das Cruzes e Região, 9.900 trabalhadores de 27 empresas do grupo 10 (indústrias de mecânica, funilaria e estamparia, entre outras) paralisaram as atividades desde os primeiros turnos do dia.Na sexta-feira, as empresas ofereceram 8% de reajuste salarial. A proposta foi rejeitada na mesa de negociação pela categoria, que pede reajuste de cerca de 15% - já incluída a reposição da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).De acordo com o sindicato dos trabalhadores, até o final da tarde de hoje, deve ser apresentado um balanço da greve do dia, inclusive com uma parcial de quantas empresas estão com negociações mais avançadas para atender à categoria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.