Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Metalúrgicos de São Paulo defendem IPI reduzido

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes defendeu hoje, em nota oficial à imprensa, a manutenção da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) da linha branca, composta por máquinas de lavar, tanquinhos, fogões e geladeiras. A categoria argumenta que a medida está trazendo benefícios sociais para a população.

AE, Agencia Estado

26 de outubro de 2009 | 19h46

"As manobras de caráter monetário e fiscal adotadas pelo governo foram fundamentais para aliviar as inevitáveis pressões da crise financeira sobre a produção e o emprego", diz o presidente do sindicato, Miguel Torres, no comunicado. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que informou que o anúncio definitivo sobre a manutenção do desconto deverá sair até o dia 31 de outubro, havia cobrado, mais cedo, a colaboração de empresários em relação à contratação de mão de obra, promoções e facilidade de financiamento.

Em contrapartida, o sindicato divulgou a existência de um cenário positivo, com a perspectiva de incorporação de cerca de 4 mil trabalhadores ao segmento de eletroeletrônicos até o fim do ano. "A manutenção e geração de novos empregos e a expectativa de retomada de crescimento a níveis semelhantes aos ocorridos anteriormente à crise, já para 2010, são motivos suficientes para manter as reduções de impostos", diz a nota.

Tudo o que sabemos sobre:
linha brancaIPImetalúrgicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.