Metalúrgicos de SP aprovam 7,45% de reajuste salarial

Os metalúrgicos de São Paulo aprovaram esta noite, em assembléia realizada no sindicato da categoria, a proposta de acordo salarial dos grupos 3 (autopeças), 19-3 (máquinas, eletroeletrônicos), 10 (Fiesp). Segundo informações do sindicato, os principais pontos da proposta são os seguintes: reajuste salarial de 7,45%, correspondente à reposição integral da inflação de novembro/06 a outubro/07, mais aumento real de 2,6%;- abono de 19%, a ser pago em duas parcelas, no mês de dezembro;- reajuste nos pisos salariais, de 8,47% a 13,28%.   Com esses parâmetros, os pisos salariais da categoria terão os seguintes valores:   GRUPO 19-3: R$ 630 para empresas com até 100 trabalhadores; R$ 687 para empresas entre 101 e 350 trabalhadores; R$ 800, empresas com mais de 350 trabalhadores   GRUPO 3: R$ 607,00 para empresas com até 150 trabalhadores.; e R$ 827,20 para empresas com mais de 150 trabalhadores.   GRUPO 10: R$ 630, empresas até 100 trabalhadores; R$ 680, empresas entre 100 e 350 trabalhadores ; R$ 780, empresas com mais de 350 trabalhadores.   "No último dia (hoje) conseguimos fazer com que o Grupo 10 igualasse a sua proposta à dos demais grupos e, com isso, suspendemos as greves que seriam deflagradas a partir de segunda-feira nas empresas deste grupo comandado pela Fiesp", afirmou o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes Eleno Bezerra,   Outros 52 sindicatos de metalúrgicos da Força Sindical do Estado, que representam 700 mil trabalhadores, também estão realizando suas assembléias hoje.

Agência Estado,

26 de outubro de 2007 | 20h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.