Metalúrgicos de SP fecham novo acordo de redução de jornada

Cerca de 2.800 trabalhadores da MWM Motores vão trabalhar um dia a menos por semana e terão salário menor

Da Redação,

29 de janeiro de 2009 | 10h13

O Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo aprovou nesta quinta-feira, 29, mais um acordo de redução salarial, contemplando 2.799 trabalhadores da MWM Motores. Os trabalhadores aceitaram a proposta que diminui a jornada em 20% - um dia por semana - e que também reduz os salários em 17,5%. O acordo, com validade de 90 dias, passa a valer em 1º de fevereiro. Veja também:Sai primeiro acordo de redução de jornada de trabalho em SPDesemprego, a terceira fase da crise financeira global De olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise   Como contrapartida, a MWM se comprometeu a garantir a estabilidade dos funcionários por quatro meses e meio. De acordo com Miguel Torres, presidente do Sindicato, a empresa pediu a flexibilização da jornada e dos vencimentos pois passou a lidar, desde o fim do ano passado, com uma queda considerável do faturamento e produção.  Na quarta-feira, os cerca de 800 trabalhadores da Valeo Sistemas Automotivos, empresa que produz faróis e lanternas para veículos, aprovaram o primeiro acordo para redução da jornada de trabalho, com diminuição do salário.  A medida é uma tentativa da empresa de enfrentar a crise econômica, que desde o fim do ano passado afetou em cheio a indústria, principalmente as empresas ligadas ao setor automotivo.

Tudo o que sabemos sobre:
Crise FinanceiraEmpregoEmpresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.