Metalúrgicos e montadoras negociam aumento salarial

Os metalúrgicos do ABC paulista poderão entrar em greve nesta segunda-feira, caso não haja avanços nasnegociações deste fim de semana com as montadoras sobre reposição salarial. Uma reunião dos representantes dos trabalhadores com o Sindicato Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores começou às 14 horas deste sábado e avançava pela noite, sem hora para terminar. Em assembléia realizada na sexta-feira, em São Bernardo do Campo, os cerca de 5 mil trabalhadores se mostraram favoráveis àgreve geral a partir da semana que vem. No total, o sindicato reúne 95 mil trabalhadores de montadoras, autopeças e metalúrgicas.Em comunicado, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, José Lopez Feijóo, informou que as propostas das montadoras evoluíram, mas de forma "insuficiente". Segundo ele, as empresas concordam com a renovação das cláusulas sociais por dois anos e com a mudança da data-base para outubro deste ano e setembro do ano que vem. Elas ofereceram a reposição da inflação doperíodo em duas vezes: 12% em novembro e 3,3% em janeiro de 2004. O sindicato não concordou. Se não houver avanços, aintenção dos trabalhadores é começar as paralisações a partir do setor de autopeças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.