Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Metrô e CPTM funcionarão em horário estendido por causa da greve dos caminhoneiros

Trens circularão entre 4h e 1h da madrugada entre terça e quarta; companhias postergaram ações de manutenção

O Estado de S.Paulo

28 Maio 2018 | 17h41

Linhas do Metrô e da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) funcionarão em horário estendido nesta terça, 29, e quarta-feira, 30, para facilitar o deslocamento de moradores de São Paulo durante a greve dos caminhoneiros. A paralisação chegou hoje ao 8º dia.

Segundo a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, o Metrô, a CPTM e a ViaQuatro, concessionária da Linha 4-Amarela, funcionarão das 4 horas à 1 hora nestes dois dias. Na madrugada desta segunda-feira para terça, as estações já passarão a ficar abertas até 1 hora. 

++ Abastecida por trem, Bauru não fica sem gasolina e diesel

A exceção é a linha 13-Jade da CPTM, que continua funcionando em operação assistida, das 10h às 15 horas. Desde quinta-feira, 24, a CPTM e o Metrô operam com 100% da frota de trens até mesmo nos horário entre picos.

++ Será preciso aumentar impostos para compensar queda no diesel, diz Guardia

Para a ampliação do horário de funcionamento, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos informa que as companhias postergaram algumas ações de manutenção preventiva das vias e dos trens, mas que "não há prejuízo à segurança dos usuários". 

Trânsito. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava, no fim da tarde desta segunda-feira, trânsito abaixo da média na cidade. Às 17h50, havia apenas quatro quilômetros de lentidão na cidade: dois na região sul, um no centro e um na região leste. 

O rodízio de carros foi suspenso nesta segunda-feira, 28, na capital paulista.

Acompanhe ao vivo aqui a greve dos caminhoneiros

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.