Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Metrô repassará ao BNDES 9 milhões de ações da Cesp

O BNDESPar, holding que administra participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social em empresas, receberá do governo do Estado de São Paulo 8,893 milhões de ações preferenciais classe B da Companhia Energética de São Paulo (Cesp) detidas pelo Metrô paulista, informou a Secretaria da Fazenda de São Paulo. A operação tem como objetivo quitar uma emissão de debêntures do Metrô realizada em 2006, cujos recursos foram utilizados na construção da Linha 2. As ações da geradora foram dadas como garantia ao contrato entre o banco e a empresa de transporte.Hoje, o Metrô detém 18.767.396 de ações da Cesp, que representam 5,73% do capital total da geradora. Desse volume, 1.761.683 de papéis são ações ordinárias (ON), representando 1,62% das ON, e 17.005.712 são ações preferenciais classe B (PNB), totalizando 8,09% das PNB. De acordo com a Secretaria da Fazenda, as 9.874.396 ações que ficarão nas mãos do Estado de São Paulo serão alienadas no leilão de privatização da Cesp, marcado para o dia 26 de março. O preço mínimo por ação foi fixado pelo governo paulista em R$ 49,75.Na ocasião do leilão, o governo de São Paulo venderá toda a sua participação na Cesp. A Fazenda venderá 93,68% das ON e 3,34% das PNB. Das ON detidas pela secretaria, 78,68% serão alienadas no leilão. Os outros 15%, que representam 5% do capital total, serão ofertados aos empregados da Cesp. Conforme decisão do Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização (PED), o novo controlador da geradora paulista será obrigado a comprar as sobras de ações da oferta destinada aos funcionários.Além da fatia da Fazenda, o Conselho Diretor do PED também aprovou a alienação de 180 ações ON da Cesp detidas pela Dersa, de 6,690 mil papéis ON detidos pela Sabesp, de 1,907 mil ações ON de titularidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e de 6,56% de papéis PNB de posse da Companhia Paulista de Parcerias (CPP).

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

21 de fevereiro de 2008 | 19h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.