Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

México fecha empresa estatal de distribuição de energia

Custos eram o dobro de arrecadação; companhia era responsável por energia na capital e região central

Ricardo Gozzi, da Agência Estado, com informações da Dow Jones

11 de outubro de 2009 | 12h00

O presidente do México, Felipe Calderón, ordenou neste domingo, 11, o fechamento da companhia estatal de distribuição de energia elétrica Luz y Fuerza del Centro (LFC) sob as alegações de ineficiência e grandes perdas operacionais.

 

Num decreto publicado no diário oficial mexicano, Calderón afirma que os custos da LFC, responsável pela distribuição de energia para a Cidade do México e para os Estados da região central do país, representam quase o dobro da arrecadação com venda de eletricidade.

 

O sindicato do setor, conhecido pelas iniciais SME, informou por meio de mensagem de correio eletrônico que a polícia federal ocupou as instalações da LFC no fim da noite de ontem e que técnicos da Comissão Federal de Eletricidade foram enviados para substituir os funcionários da estatal.

Tudo o que sabemos sobre:
LFCMéxicoestatalfalência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.