MG e ES fecham vagas em agosto com fim da safra de café

Os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo fecharam vagas em agosto, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O principal motivo para a queda, de 2.787 e 501 postos, respectivamente, foi o fim da safra de café, que influenciou os resultados desses Estados em -14.511 postos e -938 postos, nesta ordem.

CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

20 de setembro de 2012 | 16h09

Entre os destaques estaduais positivos, de acordo com MTE, estão São Paulo (30.465 postos), Rio de Janeiro (9.628), Pernambuco (9.218), Paraná (8.091) e Paraíba (7.851). O Sudeste ampliou o mercado de trabalho em 36.805 postos em agosto, conforme o Caged. Na sequência vieram Nordeste (29.618), Sul (20.164), Centro-Oeste (7.881) e Norte (6.470).

Os dados apontam ainda que mais uma vez o interior contratou mais profissionais com carteira assinada do que os centros urbanos, segundo levantamento do MTE feito em nove regiões metropolitanas do País. Nas grandes cidades e entorno, o saldo de admissões em agosto, já descontados os desligamentos, foi de 31.432, enquanto no interior, o resultado ficou positivo em 37.657 postos.

Mereceram destaque do Caged as regiões metropolitanas de São Paulo (11.699), Rio de Janeiro (8.903), Belo Horizonte (3.222) e Porto Alegre (2.991). No interior, o MTE enfatizou os resultados de São Paulo (18.766), Pernambuco (7.461), Paraná (7.074) e Rio grande do Sul (3.716).

Tudo o que sabemos sobre:
EMPREGOCAGEDAGOSTOESTADOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.