carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Microempresas do interior tiveram melhor receita em 2007

Dentre as 1,3 milhão de micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas, as do interior do Estado registraram o melhor desempenho no faturamento real em 2007, com alta de 8% e receita média anual de R$ 182,3 mil, e foram as principais responsáveis pela recuperação da receita dos pequenos negócios no ano passado.De acordo com pesquisa do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae), os serviços lideraram o bom desempenho da região (11,6%), seguidos pelo comércio (8,9%) e indústria (1%).O porcentual do total de pessoal ocupado nas microempresas do interior também foi o maior observado entre as microempresas paulistas (0,1%), com variação positiva de 3,1% na comparação entre dezembro do ano passado com o mesmo mês do ano anterior. Segundo o Sebrae, a expansão do gasto total com salários também foi maior na região, com crescimento de 18,2%, na mesma base de comparação, frente uma média de 14,6% no Estado.Já os pequenos negócios do ABC paulista registraram expansão de 6,6% na receita anual de 2007. No ano passado, o faturamento médio das microempresas da região foi de R$ 225 mil. Por setores de atividades, apenas os serviços não registraram expansão (-5,2%) no faturamento em 2007. O destaque ficou por conta da indústria que teve o maior crescimento entre os setores no período: 13,4%. O comércio, que também assinalou bom desempenhou, fechou 2007 com um avanço de 11,9% na receita.Em relação ao pessoal ocupado, o Sebrae apontou queda de 5,9% na comparação entre dezembro de 2007 e o mesmo mês do ano anterior. Segundo a instituição, o resultado foi influenciado pelo setor de serviços. "Isso pode ser explicado pelo aumento da concorrência registrado no setor, pelas reduções nos preços praticados pelas empresas e pela tendência das novas empresas de serviços de tornarem-se cada vez mais enxutas", explicou o Sebrae, em nota. O rendimento médio do trabalhador do ABC paulista superou o das demais regiões pesquisadas pela entidade e ficou em R$ 1.307 em dezembro de 2007 ante o mesmo mês de 2006.As microempresas do município de São Paulo seguiram o movimento, mas em uma velocidade mais lenta, e fecharam o ano passado com expansão de 1% no faturamento médio. Apesar disso, a receita média anual atingiu R$ 219 mil, acima da verificada no Estado (R$ 197 mil).

AMANDA VALERI, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2008 | 14h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.