Micros e pequenas têm agora seu prêmio de gestão

As micro e pequenas empresas poderão ter este ano seu nível de gestão avaliado e, ao final do processo, concorrer a um prêmio exclusivo criado para elas. Esta é a primeira vez que empresas deste porte poderão concorrer a este prêmio, que está sendo criado pelo Instituto Paulista da Excelência da Gestão (Ipeg), uma entidade sem fins lucrativos, que tem o objetivo de desenvolver a gestão das empresas do Estado de São Paulo, independentemente do ramo de atuação. O prêmio, segundo o superintendente do Ipeg, José Luiz Abasolo, está sendo patrocinado pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP), que também se encarregou de fazer toda a divulgação do projeto. Estão ainda envolvidos na criação do prêmio a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e o Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp).O Ipeg já avalia e premia a capacidade de gestão das empresas de médio e grande porte. Estas empresas, dentro de uma escala de valores estabelecida pelo instituto, precisam atingir 500 pontos. Existe ainda o Prêmio Nacional de Qualidade (PNQ), que exige das empresas o alcance de 1000 pontos. "São pontuações que não permitem lacunas, por isso as micro e pequenas empresas não correspondem a esse nível. No entanto, estas empresas sempre quiseram participar do processo de avaliação. Foi o que nos motivou a criar este prêmio, que exigirá uma graduação de 250 pontos", diz Abasolo.Premiação em dezembroA entrega do prêmio às micro e pequenas empresas será no dia 10 de dezembro, no Parque de Exposições do Anhembi. Mas todo o processo de avaliação das empresas começará no dia 16 de setembro e se estenderá até o final de novembro. De acordo com o superintendente do Ipeg, as micro e pequenas empresas que se interessarem em participar do processo de avaliação já poderão fazer suas inscrições no Instituto, na Rua Vergueiro, 3086 - Conjunto 112, Vila Mariana, ou pelo e-mail: ppqg@ppqg.org.br até o dia 1º de setembro.O segundo passo será o de enviar para o Ipeg um relatório de gestão da empresa no máximo até o dia 15 de setembro. De acordo com Abasolo, o instituto selecionará quatro examinadores voluntários para analisar o relatório de cada empresa. O relatório, depois de passar pelos examinadores, será ainda avaliado por uma bancada de juizes. Na última etapa, as empresas serão visitadas para que sejam checadas e confrontadas todas as informações com a realidade da gestão da empresa.O Ipeg já entrega, há três anos, o Prêmio Paulista de Qualidade da Gestão (PPQG) para as categorias micro e pequenas empresas, médias empresas, grandes empresas, economia mista, organizações públicas, ONGs, organizações de saúde e organizações de ensino. Estas categorias concorrem nas faixas ouro, prata e bronze. O ouro da categoria ganha o Prêmio Governador do Estado, que também é dedicado às empresas que conseguirem os 1000 pontos e que entrarem para a categoria nacional.Cursos sobre gestãoAlém da avaliação e premiação das empresas, o Ipeg ministra cursos e palestras na área de gestão de empresas. O instituto, segundo José Luiz Abasolo, cobra apenas o material didático e, ao final do curso, que pode ser de dois ou três dias, fornece para a empresa um software para que a empresa saiba qual é o melhor modo de gestão para seu ramo de atividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.