Microsoft entra na lista de interessados no Yahoo

A gigante Microsoft assinou um acordo de confidencialidade com o Yahoo, o que permite à gigante de softwares analisar mais de perto nos negócios da empresa, afirma uma fonte familiarizada com o assunto.

SAN FRANCISCO, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2011 | 03h06

A Microsoft se une a diversas empresas de private equity que também estão analisando as finanças e operações do Yahoo enquanto exploram diversas opções para fechar um acordo com a companhia de internet.

A Microsoft tem um caixa bastante reforçado - de US$ 57 bilhões - e já admitiu que está em busca de uma diversificação de seus negócios. O site de buscas, que sofre com a concorrência do Google, seria um alvo relativamente barato. Procurada, a Microsoft se negou a comentar o assunto, mesma estratégia adotada pelo Yahoo.

O Yahoo, que demitiu Carol Bartz, sua presidente-executiva, em setembro, e está passando atualmente por uma "análise estratégica" para reestruturar seus negócios e encontrar saídas para a estagnação de sua receita.

Private equity. As companhias de private equity KKR e TPG Capital assinaram o acordo de confidencialidade, como a Reuters já havia noticiado. As empresas avaliam potencial compra de fatias minoritárias do Yahoo - de até 20% -, mas não descartam a possibilidade de adquirir o negócio todo. De acordo com o blog de tecnologia AllThingsD, outra empresa de participações, a Silver Lake, também entrou na disputa pelo Yahoo. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.