Microsoft lança Office 2010 em busca do mercado informal

Pacote de aplicativos oferece integração à internet e promete reduzir custos em[br]operações remotas

Fred Leal, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2010 | 00h00

A Microsoft lançou a versão 2010 de seu principal pacote de aplicativos, o Office. O pacote de softwares inclui os editores de texto e planilha mais populares do mundo, o Word e o Excel, respectivamente.

Os dois programas ganharam versões mais compactas, que serão distribuídas com os computadores novos de parceiros autorizados - como Dell, HP e Positivo - substituindo o defasado Microsoft Works. Essa edição fica conhecida a partir de agora como Microsoft Office Starter Edition e será custeada por meio de publicidade em uma barra lateral.

Com o Office 2010, a Microsoft investe no padrão visual introduzido na versão anterior do pacote, de 2007, que traz botões e menus simplificados, com área de clique maior. O estilo facilita o uso dos aplicativos em dispositivos sensíveis ao toque.

Com a parte estética bem resolvida, todas as outras inovações são mais focadas em usabilidade e integração com sistemas online. A partir do Office instalado na máquina, é possível salvar arquivos em servidores remotos de sua empresa ou mesmo da Microsoft (Windows Live SkyDrive). Basta uma conta no serviço online Live - o mesmo que controla acesso ao Messenger e ao Hotmail.

O Office 2010 também sacramenta a posição do jovem One Note - software para organização de anotações multimídia - no pacote básico, chamado Home and Student. O modelo voltado para pequenos negócios, chamado Home and Business, conta ainda com o programa de gerenciamento de e-mail e agenda Microsoft Outlook, agora acrescido de ferramenta para integração com redes sociais como Facebook e Linkedin. Chamada Outlook Social Connector, a ferramenta pode ser baixada gratuitamente no site da empresa.

Internet. Com acesso gratuito via web e mais facilidade de compra (a edição Home and Student, por exemplo, dá direito à instalação em três computadores diferentes na mesma residência), o Office 2010 reconhece não só o crescimento de serviços na internet, mas admite a necessidade de enfrentar o mercado paralelo. "É nossa maior concorrência", disse Michel Levy, presidente da Microsoft no Brasil.

Usuários do Microsoft Office 2007 que compraram seu software após 5 de março deste ano e que registrarem o produto até o 30 de setembro ganham direito à atualização gratuita para a nova versão. Os reduzidos Office Starter e Office.com vão apresentar ao usuário a opção de upgrade para uma versão mais completa da suíte. A versão para celulares já está disponível no Windows Marketplace para todos os telefones com Windows Mobile 6.5.

OPÇÕES

Starter Edition

Word e Excel. Preço: gratuito com o computador novo Home and Student

Word, Excel, PowerPoint e OneNote. Preço: R$ 199

Home and Busines

Outlook, Word, Excel, PowerPoint e OneNote. Preço: R$ 499

Professional

Access, Publisher, Outlook, Word, Excel, PowerPoint e OneNote. Preço: R$ 1.399

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.