Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Miguel Jorge destaca liderança do Brasil em biocombustíveis

Ministro do Desenvolvimento afirma que, em 5 anos, País será responsável por metade do comércio do setor

Fabíola Gomes, da Agência Estado,

17 de novembro de 2008 | 14h36

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse nesta segunda-feira, 17, que a venda de 7 milhões de carros movidos a biocombustíveis coloca o Brasil como líder na produção mundial. Ele lembrou que o Brasil é o segundo maior produtor de biocombustíveis, responsável por 33,2% da produção mundial, e detêm 37% do market share do comércio global neste setor. "Em cinco anos seremos responsáveis por metade do comércio mundial de etanol", afirmou ele, destacando a liderança brasileira no setor. As afirmações do ministro foram feitas durante a abertura da Primeira Exposição Internacional de Biocombustíveis, promovida pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex-Brasil). Nesta tarde, o residente da Apex-Brasil, Alessandro Teixeira, e o vice-presidente da Indy Race, Terry Angstadt, assinaram memorando de entendimento para tornar o Brasil o mais novo fornecedor de etanol para Fórmula Indy.

Tudo o que sabemos sobre:
Miguel JorgeBiocombustíveis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.